Diogo Cão

Diogo Cão

Diogo Cão

Cerca de 1480 tomou parte numa viagem ao golfo da Guiné. Comandou duas viagens de reconhecimento à costa ocidental de África:

na primeira (1482-1484) descobriu o estuário do Rio Zaire e atingiu a enseada de Lucira Grande, em Angola, tendo descoberto, no regresso, a ilha de Ano Bom; na segunda (1485-1486), atingiu um ponto situado a 600 Km a sul do limite meridional de Angola, ou seja, o atual cabo Gross.

 

Testemunho da sua primeira viagem são as inscrições de Ielala, feitas nas rochas, onde ainda hoje podem ler-se os nomes das principais figuras da armada. Nos principais pontos que atingiu deixou padrões de pedra (dois em cada viagem), prática por ele inaugurada. Enviado por Dom João II, Diogo Cão realizou duas viagens de descobrimento da costa sudoeste africana, entre 1482 e 1486.

 

Chegou à foz do rio Zaire e avançou pelo interior do rio, tendo deixado uma inscrição comprovando a sua chegada à catarata de lelala. Estabeleceu as primeiras relações com o Reino do Congo.  Introduziu a utilização dos padrões de pedra, em lugar.

 

Volte para a História de Portugal

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*